QUE A PAZ CHOVA NO MUNDO

SoniaNogueira

Arte e Emoção Caminhando

Meu Diário
04/01/2012 16h03
*MIL POEMAS A PABLO NERUDA

 

Mil Poemas a Pablo Neruda

Alfred Assis, poeta peruano, fez uma homenagem a Ricardo Eliécer Neftalí Reyes Basoalt , Pablo Neruda, escritor chileno. Convidou escritores de alguns países para enviar textos em prosa ou versos, dedicados à vida e obra da Neruda.

No dia 27 de dezembro de 2011 foi concedido o Prêmio Nobel de Literatura para a Antologia “Mil Poemas a Pablo Neruda” pela Academia Sueca. 36 países, 469 escritores fizeram parte, da Antologia. O Brasil participou com 64 poetas. Eu participei com três poemas.

Alfred Assis, este ano de 2012, me convidou novamente para participar da Antologia “Mil Poemas a César Vallejo”. Encerou com 36 países, 427 escritores, o Brasil com 34. Enviei dois poemas.

César Abraham Vallejo Mendoza, Cesar Vallejo peruano humilde até o final da vida. Defensor de causas humanísticas. Preso várias vezes por ideais políticos. Poeta hispano-americano do século XX  contista, romancista, dramaturgo e ensaísta. Recebe homenagem do poeta chileno, Alfred Assis, que organiza uma antologia de mil poemas ao escritor.

Sonia Nogueira

www.alfredasis.cl/zxmilneru200.htm

 

César Vallejo

 http://www.alfredasis.cl/indexavallejo_nombres.htm

ht

 


 


Publicado por Sonia Nogueira em 04/01/2012 às 16h03
Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
30/12/2011 16h00
*TEMPLO DA POESIA

 

*Templo da Poesia

Ontem dia 29 de dezembro de 2011, foi o lançamento da Antologia “Viagens Poéticas”, organizada por Carlos Arruda, Luana Oliveira e Tales Azigan. O comparecimento foi bastante satisfatório. Teve apóio da SECULTFOR, Secretaria de Cultura de Fortaleza e SINDIÔNIBUS, Sindicato dos Ônibus de Fortaleza.

Projeto ganho pelo Templo da Poesia, na SECULTFOR. Os ganhadores realizaram leitura de poemas nos terminais de ônibus e cartazes com poemas dentro dos ônibus de Fortaleza.

O Templo da Poesia, localizada na Rua Barão de Aratanha, 201, centro em Fortaleza, reúne voluntários para leitura de poemas. Comparecem escritores e não escritores com leitura de poemas seus e de outros autores preferidos.

Alguns levam merenda para no final compartilhar com os amigos. Somos voluntários da literatura. A clientela tem idade diferenciada: crianças, adolescentes, adultos, idosos. Voluntários da música comparecem, intercalando um poema uma canção.

Em cada sábado, a partir das 17:00h, a tarde se enfeita de recitadores, sem programação prévia. De forma organizada e voluntária as pessoas dirigem-se ao palco e declamam com graça e prazer.

Sonia Nogueira

 

 


Publicado por Sonia Nogueira em 30/12/2011 às 16h00
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
13/12/2011 13h09
*CASA JUVENAL GALENO

 

*Casa de Juvenal Galeno

Dia 10/12/2012 fizemos a confraternização na casa de Juvenal Galeno. Com liberdade de expressão, falamos sobre assuntos bíblicos, a história da literatura escrita de acordo com os costumes da época.

 A descrença de José por não ter coabitado com Maria e vê-la grávida. Costume masculino que ainda hoje perdura. Analisamos o ser humano com a essência criadora que preserva como herança genética os mesmos pensares em determinados atos.

 Tendo em vista a evolução dos costumes e tecnologias avançadas o homem cultiva algo próprio dos seres racionais e “irracionais” de possessividade e preservação da dignidade humana. Equilíbrio este que resguarada o grupo familiar.

Houve sorteio de livros e brindes, declamação de poesia. Eliane Arruda, escritora e fundadora da Academia Feminina de Letras, reúne grupos de pessoas que se dedicam a literatura de fato, e demonstrem interesse em comum para cooperar e participar da idéia e mesmo objetivo para fundar mais uma academia: Academia Juvenal Galeno de Letras. Espera que os participantes se comprometam com a continuidade de adesão, sem abandonar, depois de receber medalha e pelerine.

Compareceram os escritores: Eliane Arruda, Tizim,  presidente da ACE, Sonia Nogueira, Márcia Magalhães e marido, Arildo Cavalcante, Bernivaldo Carneiro, Rosa, e outros que postarei depois que recolher os nomes.

Encerramos com coquetel e Feliz Natal a todos.

Sonia Nogueira


Publicado por Sonia Nogueira em 13/12/2011 às 13h09
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
11/12/2011 10h53
*HOMENAGEM AOS VOLUNTÁRIOS

 

Nonato Albuquerque é um homenzarrão.

*Homenagens aos Voluntários

A Sociedade de Assistência aos Cegos, tendo como presidente a eficaz, Maria Josélia Sá e Almeida, homenageia os conviddos que participam desta grandiosa instituição, com seu trabalho voluntário.

O Cerimonialista e escritor, Paulo Roberto, fez a abertura das comemorações. Este ano um convidado especial, Nonato Albuquerque, jornalista de grande destaque na nossa cidade, Fortaleza-CE, compareceu ao evento para falar sobre o papel do voluntário. Destacou o valor do cidadão, a disponibilidade da oferta e a grandeza social que o voluntário dispensa de bom grado e amizade.

O jornalista, Nonato, cantou de forma descontraída, Sonia Nogueira recitou o poema “Homenagem aos Voluntários”, um grupo de deficientes visuais cantaram, acompanhados no teclado do eficiente pianista Rocélio Gomes, bailarinos apresentaram dança graciosa e bem ritmada, alguns voluntários falaram sobre o prazer de contribuir com sua voz para o arquivo do livro falado.

 Eu sou voluntária da gravação do livro falado, com a coordenação da técnica em informática, Ana Paula Teixeira, a Paulinha.

A Biblioteca Braille Josélia Almeida, conta com acervos de livros em braille, impressos e livros falados.

Sinto-me feliz por participara desta instituição que muito contribui para a formação educacional e social de pessoas inclusas numa sociedade de valores limitados e elitizado.

Sonia Nogueira

 

 

 

 


Publicado por Sonia Nogueira em 11/12/2011 às 10h53
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
31/08/2011 10h47
"A 'Se 'Achademia"

“A ‘Se Achademia’

Li este texto há certo tempo, no seu blog. Pois não é que as pessoas se acham mesmo!

Estou numa academia e convite para mais duas e não me acho. Procuro e não me acho dentro dessa parafernália de gente se achando. Tudo tão supérfluo e artificial. Acho que não estou à altura, só meço 1.60m parece que é a partir de 1.80m rsrs acho.

Não estou nem aí para quem escreve melhor do que eu e nem aí para quem escreve pior. Escrevo, erro, sou descuidada e destrambelhada mesmo.

Crio com facilidade, em prosa ou em verso, bem rápido, nem penso, nem engomo jogo na net, quando releio alguns erros bobos que eu sei, corrijo, publico. A revisora não corrige certo. E eu nem aí. Continuo escrevendo.

Sabe que você, estimado Netto, tem razão. Ontem ali no lançamento do Nilto Maciel, eu vi talvez só eu, muita gente se achando, inclusive o autor. Com respostas indiferentes parece que achando, (ele é bom mesmo) as perguntas bobas e por fim agradeceu aos amigos por nome e por fim obrigado aos galos e galinhas. Demais NÈ?

Eu ali, sem me achar e sem achar ninguém. Achei todos iguais com suas diferençasAcho que vou abandonar e me achar somente com a net, com erros e acertos.

Li, não sei onde. O escritor principiante é humilde, o consagrado acha-se o máximo, o amadurecido torna-se sábio e volta a ser humilde

 

 

Abraços.

Sonia Nogueira

 

 


Publicado por Sonia Nogueira em 31/08/2011 às 10h47
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Página 3 de 16 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
SONHO É MAGIA DA ALMA